sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Deputado Pedro Bigardi busca ajuda para a ATEAL de Jundiaí

.
Texto e foto: Eliane Silva Pinto

O deputado estadual Pedro Bigardi entre a
coordenadora da ATEAL e a diretora do DRS


Preocupado com a questão da Associação Terapêutica de Estimulação Auditiva e Linguagem (ATEAL) de Jundiaí, o deputado estadual Pedro Bigardi encontrou-se, nesta sexta-feira 2 de outubro, com a coordenadora do setor clínico da instituição, Flávia Muniz, no Departamento Regional de Saude (DRS) de Campinas.

Segundo Flávia, o grande problema da ATEAL é a redução da concessão de Aparelhos Auditivos da Rede de Saúde de 110 pacientes por mês para 75. “Atendemos 24 municípios e um total de mais de um milhão de pacientes, por isso essa nova cota estipulada não supre nossas necessidades e acarreta uma fila de espera de 270 pacientes”, afirma.

A diretora adjunta do DRS, Marta Azenha, comprometeu-se a analisar o caso junto à Secretaria de Saúde do Estado e dar uma resposta na próxima semana.

A coordenadora da ATEAL afirmou, após a reunião, estar confiante após a intervenção do deputado Pedro Bigardi. “Estávamos estagnados sem saber o que fazer, pois já tínhamos recorridos de todas as formas. Por isso, a influência do deputado Bigardi ajuda muito a nossa batalha e essa reunião hoje deu um novo ânimo. Agora tenho esperança que o problema será solucionado”, ressalta Flávia.

Na avaliação do deputado Pedro Bigardi, a reunião no DRS foi produtiva e com certeza terá reflexos positivos no decorrer do tempo. “Essa aproximação da ATEAL com o DRS é fundamental para mostrar as necessidades da instituição e os prejuízos causados com a redução da cota mensal”, enfatiza o parlamentar.

2 comentários:

Priscila disse...

Nobre Pedro sei que o senhor está buscando ajuda para instituições de grande valia,mas muitas tem patrocínios de grandes empresas é que infelizmente muitas verbas são mal gerenciadas.

O que o senhor pretende fazer pelo São Camilo?

Afinal o senhor deve ter tido votos de la também,e o senhor apareceu por lá,para dar apoio pelo menos moral,não mande representantes,acho um erro políticos que se consideram deuses e só vão a esses lugares em época de eleições,ou com seguranças.

Por favor esse povo também são trabalhadores honestos ,sõ não são afortunados.Desde já agradeço.

Priscila disse...

ola Deputado e assessores,venho aqui após ler matéria do jornal onde consta vossas presença no bairro São Camilo,e quero parabeniza-lo pela postura que deveria ser está aquele que fora eleito e ganha para tal atuação também ,pelo menos em momentos difíceis.Que compromissos seriam esses que ele não poderia adiar uma vez que essa reunião com certeza não fora marcada em cima da hora.

Espero que o povo comece a ver e ouvir quando alguém fala das realidades desastrosas causadas por uma administração mais que falida.

ABRAÇOS.