terça-feira, 27 de outubro de 2009

Deputado Bigardi defende em encontro projeto de Lei de incentivo à prática da Capoeira

.
- Texto e foto: Eliane Silva Pinto

Bigardi discursa no III Encontro Estadual de Capoeira

No dia 24 de outubro, o deputado estadual Pedro Bigardi, do PCdoB, participou do III Encontro Estadual de Capoeira, no Sesc Interlagos, evento que teve como objetivo discutir a difusão da Capoeira no Estado e as Leis em trâmite na Assembleia Legislativa de São Paulo e na Câmara Federal.

Em seu pronunciamento, o deputado Bigardi falou sobre o projeto de Lei de autoria do ex-deputado Nivaldo Santana, do PCdoB, que autoriza o Poder Executivo a instituir a prática de aulas de capoeira, em caráter opcional, nas unidades da rede pública estadual, como atividade curricular de integração sócio-cultural e desportiva. O projeto foi colocado em votação na Casa graças ao empenho do deputado Bigardi. “A Capoeira faz parte da história do Brasil e merece seu espaço em diversos setores, inclusive nas escolas”, destaca o parlamentar.

O projeto foi aprovado na Assembleia, mas vetado pelo governador. “Agora estamos trabalhando na Assembleia para derrubar o veto do governador e colocar esse projeto em prática nas escolas”, afirma Bigardi. Para o deputado, integrante da Comissão de Esporte e Turismo da Assembleia, o esporte e a cultura são instrumentos de inclusão social e merecem toda a atenção dos gestores públicos para potencializá-los em todo o Estado.

Inclusão de entidades culturais e esportivas nos benefícios do programa “Nota Fiscal Paulista”, Lei de autoria do deputado Pedro Bigardi, ganhou notoriedade durante o Encontro. Diversas pessoas ligadas à Capoeira procuraram o deputado para saber mais sobre a Lei.

De acordo com o deputado, grupos e Ongs de Capoeira poderão se beneficiar dos créditos, mas para isso precisam estar regularizados e cadastrados no programa. “Entidades culturais e esportivas prestam um importante serviço à população com seus programas sociais. O projeto foi elaborado no intuito de contribuir com o fortalecimento da situação financeira dessas organizações, incentivando assim a cultura e o esporte, fundamentais para a formação do cidadão”, destaca o deputado Bigardi.

A discussão quanto à regulamentação da lei será o próximo procedimento do deputado. O parlamentar promoverá audiências públicas com o intuito de discutir a regulamentação da Lei.

Um comentário:

Priscila disse...

Olá Deputado e assessores,em Jundiaí há um mestre em capoeira e é super reconhecido no exterior ,fato este que não ocorre com ele aqui em sua cidade,essa que seu pai fora vereador,o então já falecido ERASE.
O MESTRE RÃ,como o chamam tem uma academia na rua do retiro em Jundiaí e ele desenvolve um projeto que beneficia várias crianças de várias favelas da cidade,e tudo do seu bolso,ele recebe algumas ajudas como lanche e refrescos nos finais das aulas.Pediu ajuda para o legislativo mas até que eu saiba nem o transporte para as crianças fora cedido.

Inclusive ele está em viagem ao exterior pois tem academia em várias cidades no exterior.ELE É O CARA COMO SEU PAI ,DA PARA VER A HUMILDADE EM SEU SEMBLANTE SÓ NÃO FOI ATÉ HOJE DIGNO DE SER RECONHECIDO COMO CIDADÃO JUNDIAIENSES QUE CONTRIBUI PARA O DESENVOLVIMENTO NÃO SÓ FÍSICO MAS PSICOLÓGICO DAS CRIANÇAS CARENTES,QUE ATÉ AS ROUPAS SÃO COMPRADAS POR ELE.

Esse projeto sera muito bem visto pelos jovens pois a arte de jogar capoeira já foi cena importante de filmes estrangeiros.