quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Baixaria a três dias das eleições mostra desespero dos adversários de Pedro Bigardi

.
Um homem que entregava os folhetos caluniosos foi encaminhado pela polícia até a delegacia. Ele afirmou que trabalha como ‘colocador de placas’ na campanha dos candidatos Ary Fossen e Luiz Fernando Machado, do PSDB, e que recebeu R$ 50 em dinheiro para fazer o serviço.


Bigardi com o povo: resposta aos
caluniadores virá nas urnas


O compromisso de alguns candidatos com a campanha ‘Jundiaí com Eleições Limpas’, idealizada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ficou apenas no papel. Na madrugada desta quinta-feira (30), panfletos com montagens e acusações mentirosas contra Pedro Bigardi – o candidato mais bem aceito no município - foram apreendidos pela Polícia Militar e terminaram no 5º Distrito Policial de Jundiaí.

Um homem que entregava os folhetos na região do Grande Retiro foi encaminhado pela polícia até a delegacia. Ele afirmou que trabalha como ‘colocador de placas’ na campanha dos candidatos Ary Fossen e Luiz Fernando Machado, do PSDB, e que recebeu R$ 50 em dinheiro para fazer o serviço.

Um boletim de ocorrência foi registrado e um processo criminal já está sendo instaurado pelo departamento jurídico da campanha de Bigardi contra aqueles que tentam desesperadamente caluniá-lo a três dias das eleições.

Por meio de um documento protocolado nesta quinta-feira à tarde, na sede da 33ª Subsecção da OAB Jundiaí, Pedro Bigardi lamentou a atitude, classificada por ele como “baixa e antiética”.

Em outro trecho, Bigardi resumiu o sentimento de todos com esta ação suja dos adversários: “Mais triste ainda é saber que pessoas que se comprometeram a zelar pelas ‘eleições limpas’ ajam desta maneira, na calada da noite, com o único propósito de tumultuar o processo eleitoral e atingir a minha candidatura”.

Uma cópia da carta foi entregue, também, para as organizações sociais que buscam compromisso com eleições limpas e que de alguma forma colaboraram para que o pleito deste ano fosse marcado pelo debate e pela conscientização política da população, como o Movimento Voto Consciente; Fórum Regional do Comércio, Indústria e Serviços (Forcis); Associação Maçônica de Jundiaí; Cúria Diocesana de Jundiaí e Cidade Democrática.

“É preciso que todos nós nos manifestemos contra este tipo de ação, que vai à contramão da democracia e dos interesses da população”, declarou Bigardi.

3 comentários:

Informe Cultural disse...

Com a sua calma estratégica e decisão firme veremos todas estas improbidades mascaradas serem desaticuladas. É necessário aprender o que significa socialismo e humanismo. Disso esse pessoal passa longe. Estamos juntos.

marcelo disse...

PEDRO ISTO É UM SINAL QUE VC ESTA BEM NA PESQUISA NINGUEM CHUTA CACHORRO MORTO, VAMOS GANHAR E VENCER A DEMOCRACIA !!!!

MARCELINHO
GENTE NOVA ! GENTE NOSSA!!!

Anônimo disse...

isso só pode ter sido idéia de algum espirito de porco.